Sábado, 3 de Junho de 2006

20 navios apresados em seis meses, 1,53 milhões de euros de multas

Fonte: Noticias Lusofonas/1.6.6

Bolama.jpg
À beira mar, a hipnóse colectiva parece atingir até as nossas crianças!

A Guiné-Bissau apresou cerca de duas dezenas de navios pesqueiros nas
suas águas territoriais nos últimos seis meses, tendo arrecadado em
multas dois milhões de dólares (1,53 milhões de euros), anunciou
fonte governamental guineense.

Segundo o ministro das Pescas e da Economia Marítima, Abdu Mané, que
falava aos jornalistas para um balanço da sua recente deslocação à
vizinha Guiné Conacri, o governo guineense "não vai dar tréguas" na
fiscalização da sua Zona Económica Exclusiva (ZEE).

Uma fonte da Direcção Geral das Pescas e Aquicultura, em Lisboa,
disse à agência Lusa que não há informação de qualquer embarcação
portuguesa apresada em águas da Guiné-Bissau.

Desde há muitos anos barcos portugueses pescam naquele país e
actualmente são cinco as embarcações que permanecem todo o ano a
capturar camarão.

"Existe muita pirataria nas nossas águas, mas vamos combatê-la por
todos os meios", afirmou Abdu Mané, lembrando o apoio que conta da
Comissão Sub-Regional de Pescas da África Ocidental, instituição que
integra mais seis Estados, entre eles Cabo Verde.

Em fins de Abril último, na 16¦ Sessão Ordinária da Conferência de
Ministros, os sete países que integram a Comissão aprovaram uma
declaração de compromisso que prevê acções conjuntas para combater a
pesca ilegal nas respectivas águas territoriais.

Na ocasião, Abdu Mané, então eleito presidente da Comissão, sublinhou
a importância do consenso alcançado em Bissau, indicando que a
fiscalização feita na última semana nas águas territoriais dos
Estados membros permitiu detectar 40 navios, dos quais 25 foram
inspeccionados e oito arrestados por pesca ilegal.

"A fiscalização é a tarefa mais importante de todas. A pirataria
continua. O trabalho conjunto que os sete países fizeram numa semana
é exemplo disso. Há, por isso, um consenso entre todos, de que
devemos ter a mão dura para os prevaricadores, numa altura em que os
recursos começam a escassear", sublinhou hoje Abdu Mané.

O ministro guineense lamentou o facto de a Guiné-Bissau ter "muito
poucos meios e recursos financeiros", sublinhando, porém, que, num
mês, as autoridades marítimas guineenses apresaram uma dezena de
navios, quatro deles italianos e os restantes de pavilhão chinês e
coreano.

"Temos três vedetas de fiscalização que estavam avariadas. Com o
apoio da União Europeia (UE), uma já está reparada e as restantes
duas deverão ficar operacionais nos próximos tempos", afirmou.

A pirataria desenvolve-se no triângulo situado nas águas territoriais
da Guiné-Bissau, Guiné Conacri e Serra Leoa, estendendo- se também
até às ZEE do Senegal e Gâmbia, razão pela qual vão começar, em
breve, operações conjuntas de fiscalização.

Quanto ao ponto de situação dos recursos pesqueiros na ZEE guineense,
Abdu Mané garantiu que as autoridades de Bissau estão a assegurar a
manutenção do pescado em níveis satisfatórios, realçando que "são
suficientes" para assegurar o futuro das próximas gerações.

Na reunião de fins de Abril, e a par da fiscalização, os responsáveis
dos sete países basearam-se na "Declaração do Mindelo", aprovada na
sessão anterior da Comissão, que prevê a criação de condições
efectivas para a valorização da investigação pesqueira, nomeadamente
em termos de se saber os recursos haliêuticos existentes, e o fomento
da pesca artesanal.

"Para a Guiné-Bissau, a pesca artesanal é muito importante. Ajuda-nos
a combater a pobreza de forma significativa, pois emprega directa e
indirectamente muita gente", frisou Abdu Mané.

A comissão, além da Guiné-Bissau e de Cabo Verde, integra também a
Gâmbia, Guiné Conacri, Mauritânia, Senegal e Serra Leoa e voltará a
reunir-se em Conselho de Ministros em Outubro de 2008, em Cabo Verde.


publicado por jambros às 16:00
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. ...

. Tajudeen Abdul-Raheem pos...

. PAIGC: uma história de co...

. A última Imagem da Guiné:...

. Amílcar Cabral, na pele d...

. Sobre "A Hora da Verdade"...

. Olhares de fora - A mudan...

. As próximas décadas - Ten...

. Bissau

. ...

.arquivos

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds